fbpx

Existe uma segunda onda de contágio por COVID-19 no mundo?

Muitos países ainda sofrem com os impactos da primeira onda de contágio por COVID-19.

Países como China e Austrália que já atingiram o auge da doença e tiveram medidas de isolamento social afrouxadas voltam a sofrer com o aumento de casos. Seria o prelúdio de uma segunda onda de contágio de COVID-19?

Após alguns meses pesquisando o comportamento do novo coronavírus, cientistas de todo o mundo puderam comprovar o alto grau de contaminação que ele possui. Ambientes como metrô, ônibus, shoppings, teatros e até mesmo praias são solo fértil para que essa propagação ocorra com mais rapidez e eficiência. E é esse o maior sinal de alerta. Mesmo tomando todos os cuidados, com a reabertura do comércio e a volta aos escritórios, a chance de a doença voltar a se espalhar é muito maior. 

Países que adotaram medidas radicais perante os primeiros casos de COVID-19 em seu território pouparam milhares de vidas, porém o retorno às atividades cotidianas, mesmo estabelecendo uma série de cuidados, aumenta as chances de contágio, conforme estamos experienciando nestes países. 

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde) Tedros Adhanon afirma que “Não vamos voltar ao ‘velho normal’. A pandemia já mudou a forma como vivemos nossas vidas”. Ele ainda afirma que devemos ter muita cautela em todas as nossas decisões, pois isso irá influenciar na saúde e vida de milhares de pessoas.

Que países enfrentam uma segunda onda de contágio?

Espanha

Retornando muito antes do previsto, o coronavírus já preocupa o sistema de saúde de Madrid que está à beira do colapso. Trabalhadores operam de dia e de noite para erguer um hospital de campanha previsto para Novembro, mas aparentemente ele ficará pronto tarde demais. Médicos e profissionais da saúde sentem falta de recursos, descanso e pessoal para revezamento de turno, chegando à exaustão. 

Israel

O país enfrenta uma crise política pois a nova onda de contágio, com mais de 2 mil novos contaminados ao dia tem causado revolta na população que busca respostas do governo quanto o que será feito. 

França

O país que ainda obriga o uso de máscaras em ambientes públicos teme que uma nova onda de contágio pode vir com o início das férias de verão. 

Austrália

Em Melbourne um novo surto preocupa as autoridades. O país que agiu com rapidez durante os primeiros meses de pandemia, precisou voltar a decretar o lockdown parcial de um mês e meio e obrigar o uso de máscaras em ambientes públicos.

Japão

O país atingiu um recorde que com certeza não gostaria de ter conquistado. O de novos de coronavírus em meio à  população idosa. Mesmo com a reabertura cuidadosa e gradual do comércio, Tóquio registrou um recorde de 360 novos casos em um único dia. 

O que os especialistas dizem sobre a COVID-19?

Devido ao alto grau de contágio que o coronavírus oferece, cientistas especulam que a situação só estará sob controle após a aprovação e vacinação da maioria da população mundial. Até lá, teremos que seguir com as recomendações que já sabemos decor. Use máscaras, lave bem as mãos, evite sair de casa e higienize muito bem tudo o que for comprado.