fbpx

Coronavírus: um breve resumo sobre a pandemia

Coronavírus é um vírus pertencente à família Coronaviridae que causou uma pandemia em nosso mundo.

Com sintomas semelhantes a uma gripe, o novo Coronavírus já matou milhões de pessoas pelo mundo todo. Assim, casos confirmados em todos os continentes levaram aos órgãos da área da saúde a denominá-lo como pandemia. 

Criamos, então, resumidamente uma visão geral acerca do vírus. Vamos conferir?

O que é o vírus?

O coronavírus faz parte da família de vírus Coronaviridae. Ele tem semelhanças com um simples vírus da gripe, bem como com doenças mais arriscadas como a Síndrome Respiratória Aguda Grave e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio. Com sua contaminação, o enfermo desenvolve a Covid-19, doença que atinge principalmente as vias respiratórias.

Esta última variação do vírus teve seu primeiro registro em Wuhan, na China. E, em janeiro deste ano, tivemos a confirmação do primeiro óbito pela doença.  

O número de óbitos, infelizmente, está em constante gradação. Por isso, órgãos de saúde como a OMS, Organização Mundial da Saúde, recomendam o distanciamento social para os saudáveis e o isolamento social para os enfermos.

Como ocorre a contaminação?

A contaminação do Coronavírus acontece por meio do contato a secreções alheias. Ou seja, sua transmissão ocorre quando há contato com gotículas de saliva, tosse, espirro ou catarro, principalmente seguidos do contato aos olhos, nariz e boca

Qualquer aperto de mão ou tato a objetos e superfícies contaminadas já é o suficiente para a sua transmissão. E, entre 5 a 14 dias (seu período de incubação), começam a surgir os primeiros sintomas.

Sintomas de contaminação pelo Coronavírus:

Semelhante a uma gripe, a Covid-19 apresenta os seguintes sintomas: 

  • Coriza;
  • Tosse;
  • Dor de garganta;
  • Febre por mais de 24h;
  • Insuficiência respiratória.

Idosos e portadores de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e asma, estão no grupo de risco, podendo desenvolver a doença de forma mais grave. Isto é, este grupo pode chegar à pneumonia, à síndrome respiratória aguda grave a até ao óbito.

Tratamento

Ainda estão sendo realizadas pesquisas para alcançar vacinas ou medicamentos que possam curar a Covid-19. Porém, em caso de confirmação da contaminação, o paciente deverá seguir em repouso, beber líquidos com frequência, manter uma alimentação nutritiva e boas noites de sono.

A recomendação para não contaminar as outras pessoas que compartilham do mesmo espaço é que o contaminado fique isolado em um quarto separado dos membros da família. Assim como o uso do banheiro deve ser dividido, se possível. A limpeza e a desinfecção do ambiente e superfícies utilizadas frequentemente se fazem extremamente necessárias. 

Se aparecerem sintomas de gripe, mantenha-se em casa em distanciamento social por aproximadamente duas semanas. Hospitais e postos de saúde só devem ser procurados em casos de insuficiência respiratória e grupos de risco. Se sentir dificuldade para respirar, tosse e febre, procure assistência médica.

O uso da máscara também é importante para a prevenção da doença. Se for contaminado, use a máscara sempre. Caso esteja saudável, sempre que precisar sair de casa, use a máscara também

Diagnóstico

A análise é feita com a coleta de materiais respiratórias – pela indução de catarro ou aspiração das narinas. São coletadas duas amostras e encaminhadas para o Lacen, Laboratório Central de Saúde Pública. Também é enviada uma amostra para o NIC, Centro Nacional de Influenza. A confirmação é feita pelos exames de biologia molecular, para reconhecer o RNA do vírus. 

Cura

Sim, é possível curar-se do Coronavírus. Os números de recuperados também cresce a cada dia. Mas, a prevenção continua sendo a melhor alternativa para a vida saudável. Por isso, a boa higiene das mãos e o distanciamento social são as melhores medidas para o momento.

Dicas para manter-se saudável em casa

Enquanto precisamos todos ficar em casa para podermos vencer o Coronavírus, se faz necessário alguns cuidados especiais. A manutenção da nossa saúde é primordial neste momento.

Sendo assim, confira algumas dicas bem interessantes que separamos para você:

1) Evite visitas;
2) Evite também ir ao UPA ou aos hospitais, caso não esteja contaminado;
3) Lembre-se sempre da etiqueta da tosse e da higiene das mãos;
4) Mantenha sua higiene pessoal;
5) Deixe suas janelas abertas para ventilar o ar;
6) Vacine-se;
7) Alimente-se de forma saudável;
8) Beba bastante água!

FAÇA SEU CADASTRO PARA COMBATER O CORONAVÍRUS NO RIO DE JANEIRO

Se você é médico e está em busca de uma oportunidade de trabalho nos hospitais de campanha do Rio de Janeiro cadastre-se aqui!