fbpx

Conheça os tipos de câncer mais incidentes no Brasil

Um guia geral sobre os tipos de câncer mais comuns, como prevenir e quais tratamentos disponíveis existem

Você certamente já ouviu falar sobre essa doença. Muito provavelmente até conhece alguém que já fez tratamento e se recuperou, ou que teve a sua vida levada pelo câncer. Mas você sabe o que é?

Câncer é o crescimento desenfreado de células em uma determinada parte do corpo e que resulta na formação de tumores.

O câncer também pode ser hematológico, como nos casos em que o paciente é diagnosticado com leucemia. Outros tipos de cânceres hematológicos são o linfoma, o mieloma múltiplo, a síndrome mielodisplásica e as síndromes mieloproliferativas. O câncer tem a habilidade de se multiplicar em outras partes do corpo pelo sistema linfático ou sanguíneo formando o processo de metástase. 

Atualmente existem mais de 200 tipos de câncer catalogados pelos cientistas. Porém alguns deles se destacam pela alta incidência de casos em determinadas regiões do mundo e até mesmo do Brasil. 

Conheça os tipos de câncer mais comuns no Brasil

O câncer de pele não melanoma é o mais frequente em nosso país. Estima-se que de 2020 a 2022 serão 175 mil novos casos somente no Brasil. Se considerarmos a população mundial, o número sobe para 650 mil. 

A principal maneira de prevenir é proteger-se do sol com roupas adequadas, fazer o uso de protetor solar e evitar a exposição nos períodos de maior incidência, das 10h da manhã às 16h da tarde. 

Na sequência, os tipos de câncer com maior incidência são os de próstata e mama (66 mil casos cada), de cólon e de reto (41 mil casos), de pulmão (30mil casos) e de estômago (21 mil casos).

O INCA também aponta os cânceres com maior taxa de mortalidade segundo o sexo dos pacientes. Os dados são de 2020:

BRASIL – POPULAÇÃO MASCULINA, 2020
Localização Primária Casos Novos %
Próstata 65.840 29,2
Cólon e Reto 20.540 9,1
Traqueia, Brônquio e Pulmão 17.760 7,9
Estômago 13.360 5,9
Cavidade Oral 11.200 5,0
Esôfago 8.690 3,9
Bexiga 7.590 3,4
Laringe 6.470 2,9
Leucemias 5.920 2,6
Sistema Nervoso Central 5.870 2,6
Todas as Neoplasias, exceto pele não melanoma 225.980 100,0
Todas as Neoplasias 309.750  

 

BRASIL – POPULAÇÃO FEMININA, 2020
Localização Primária Casos Novos %
Mama feminina 66.280 29,7
Cólon e Reto 20.470 9,2
Colo do útero 16.710 7,5
Traqueia, Brônquio e Pulmão 12.440 5,6
Glândula Tireoide 11.950 5,4
Estômago 7.870 3,5
Ovário 6.650 3,0
Corpo do útero 6.540 2,9
Linfoma não-Hodgkin 5.450 2,4
Sistema Nervoso Central 5.230 2,3
Todas as Neoplasias, exceto pele não melanoma 223.110 100,0
Todas as Neoplasias 316.280

 

Não existe uma maneira de evitar totalmente o surgimento de um desses tipos de tumor. Porém um conjunto de ações aplicadas ao seu dia a dia pode diminuir as chances de ocorrência e melhorar a sua qualidade de vida. 

Alimentação saudável: Uma alimentação balanceada que inclui produtos de origem vegetal, frutas, derivados do leite e proteínas e diminui a ingestão de ultraprocessados (como presunto, enlatados e refeições congeladas) pode prevenir o câncer. 

Não fume: O cigarro afeta fumantes e não fumantes pois ao ser aceso libera no ar mais de 4.700 substâncias tóxicas que contribuem para o surgimento de cânceres como o de laringe, faringe, pulmão, cavidade oral e pulmão. 

Pratique atividades físicas: É essencial manter-se ativo. Seja na academia, em aulas de dança, ao andar de bicicleta ou passear com o seu cachorro. A prática regular de exercícios físicos contribui para boas noites de sono, ajuda a manter o peso adequado, fortalece as defesas do corpo e reduz o tempo de trânsito gastrointestinal. Isso ajuda a prevenir alguns tipos de câncer como o de endométrio, de mama e de intestino. 

Evite o consumo de álcool: Independentemente da quantidade, a ingestão de álcool contribui para o aparecimento do câncer. Se o consumo for combinado com o hábito de fumar, as chances aumentam ainda mais. 

Amamente: A amamentação é fundamental para a saúde da mãe e do bebê. Para a criança, evita o desenvolvimento de obesidade infantil e para a mãe, previne o surgimento do câncer de mama. 

Mantenha as vacinas em dia: Para as crianças, além do calendário de vacinação já difundido, existe a vacina contra o HPV. Meninas e meninos deverão se vacinar gratuitamente. A ação ajudará a evitar o desenvolvimento de câncer de colo de útero. Para os adultos, uma das vacinas mais importantes é a da Hepatite B. Isso porque o câncer de fígado está fortemente relacionado à infecção pelo vírus causador da Hepatite B.

Evite a exposição a agentes cancerígenos

Agentes biológicos, químicos e físicos são causas amplamente conhecidas para determinados tipos de câncer. Se a exposição não pode ser evitada, o ideal é que ela seja diminuída ao máximo, assim como o uso de equipamentos de proteção.

Evite se expor ao sol das 10h às 16h

Já mencionamos anteriormente mas vale ressaltar. É essencial o uso de protetor solar no rosto e corpo, com fator de proteção mínimo 15, uso de roupas que protejam o seu corpo e evitar a exposição direta entre as 10h e 16h. 

 

Principais tratamentos contra o câncer

Apesar de seus mais de 200 tipos já conhecidos, os tratamentos seguem um determinado padrão. As terapias utilizadas atualmente podem ser a quimioterapia, a radioterapia, a cirurgia e o transplante de medula óssea. Alguns métodos podem ser combinados visando a recuperação total do paciente, porém tudo será decidido pelo especialista que o acompanha.